Deu certo. E agora?

Qualidade de testes funcionais, escalabilidade das aplicações transacionais e testes de performance que reflitam a real Experiência do Usuário preparam empresas para aproveitar grandes oportunidades e manter a preferência do cliente.

As 5 dicas de sucesso em serviços digitais em larga escala, sumarizadas no white paper Além da Black Friday, explicam muito sobre os comentários nas lojas de aplicativos e na percepção de cada segmento do público sobre sua marca.

Com um formato muito objetivo e enxuto, o estudo traz dados estatísticos e dimensiona em dinheiro os efeitos da escalabilidade e da performance de aplicações como e-commerce, e outros serviços sujeitos a picos sazonais. Também descreve os principais problemas técnicos e as soluções mais efetivas. Contudo, cada item se relaciona a pontos muito marcantes na Experiência do Usuário (UX) e nos resultados no final de dia. A leitura remete às percepções e ao relacionamento que os consumidores e clientes tendem a desenvolver com as empresas.

1) UX consistente
Quando ninguém consegue rodar um serviço, é um desastre. Mas “quando só acontece comigo”, a exclusão vira ressentimento. Os clientes usam vários browsers e dispositivos e é preciso que os testes sejam rápidos, sem perder a abrangência.

2) Perfil de uso e performance regular
Lentidão e falta de fluidez nos processos de consultas e transações põem a perder todo o investimento em marketing e no próprio serviço digital. Há várias possibilidades de otimizar as aplicações (por exemplo, replicar o conteúdo estático em pontos distribuídos e deixar o tráfego pesado só para o transacional), desde que se tenha clareza de como as manobras, seja na arquitetura do software ou da infraestrutura, fazem diferença para o cliente fechar ou não o negócio.

3) Momentos excepcionais definem dia a dia no futuro – em dia de casa lotada, tudo tem que estar muito bem ensaiado para que o público volte nos outros dias. Há alternativas técnicas e financeiras viáveis para aproveitar os momentos de pico, com a melhor experiência e resultados a curto e médio prazos.

4) Teste os cenários e antecipe as manobras
As ofertas dos provedores de nuvem, junto aos recursos do próprio datacenter, permitem uma série de arranjos de provisionamento, para se montar a infraestrutura que tenha a confiabilidade necessária e os custos condizentes com os resultados de negócios. O white paper explica como emular os das múltiplas decisões possíveis em condições reais de uso.

5) Tenha sucesso e não se afogue com ele
Excesso de demanda é um problema que ninguém quer ter. Para que clientes cheguem em grande volume, antes se teve que investir em marketing, conquistar reputação e trabalhar muito com foco no crescimento. Isso não pode se perder no final do processo, na hora de alimentar o caixa. A demanda não pode transbordar, mas nem por isso podem-se alocar recursos em excesso. O white paper detalha o caminho para o ponto de equilíbrio.

Nosso white paper é uma leitura rápida, em português, que traz dados, informações e caminhos para aproveitar as oportunidades de ganhar marketing share digital.

Para quem lê em inglês, é interessante entender a abordagem realista do LoadRunner Cloud para testar a escalabilidade, a performance e a Experiência do Usuário com as aplicações e serviços. Em resumo, emula comportamentos dos usuários e dimensiona seus efeitos em cada cenário, permitindo antecipar no que não se pode economizar e no que se deve gastar, com o melhor equilíbrio entre Tecnologia, Financeiro e Comercial.

Saiba mais sobre
as soluções de TI da Micro Focus

Informe seus dados e entraremos em contato






    Prometemos que não enviaremos spam ;-)